Funcionamento do BRT Belém segue suspenso até o final de julho

De acordo com a Semob, suspensão busca prevenir a Covid-19.

Capital reabriu comércio, shoppings e restaurantes.

As viagens dos ônibus articulados do BRT em Belém seguem suspensas até o dia 30 de julho.

A medida adotada pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) como medida de contenção à propagação de infecção e transmissão local da Covid-19, segundo a prefeitura.

Belém reabriu restaurantes, comércio e shoppings. De acordo com o superintendente da SeMOB, Gilberto Barbosa, a continuidade da suspensão tem por objetivo evitar a circulação dos veículos climatizados, que não possibilitam a abertura de janelas, bem como a aglomeração de pessoas dentro das estações.

“Todas as estratégias tomadas pela gestão municipal visam a não proliferação do novo coronavírus em Belém, e seguem as orientações fornecidas pelas autoridades de saúde, já que terminais de integração e estações são, por natureza, locais de concentração de pessoas que fazem embarque e desembarque, e isso deve ser evitado cada vez mais”, justifica. A retomada gradual de alguns setores da economia na capital foi iniciada no mês de junho e com isso o sistema de transporte público também começou a passar por ajustes.

Essa adequação à nova demanda vem sendo tomada desde o fim do lockdown e continuará de forma progressiva até a normalidade total do sistema. Além dos ônibus BRT Belém continuam suspensas as linhas alimentadoras, e os ônibus troncais se mantêm circulando fora da canaleta em linhas convencionais, começando o itinerário desde a origem nos bairros do Paracuri I e Paracuri II, em Icoaraci, e no bairro da Brasília, em Outeiro, até o centro de Belém.

Categoria:Pará